aplicacoes, linux

Instalação do Leafpad no Ubuntu a partir do código-fonte

Acesse a versão correspondente ao seu sistema operacional:
https://launchpad.net/ubuntu/+source/leafpad

Baixe a versão tar.gz. (Observe bem o MD5 Checksum descrito na página).

Acesse o arquivo baixado com o checador de hash:

md5sum ARQUIVO.tar.gz

Veja se o valor gerado é o mesmo descrito na página de download.
Um valor diferente geralmente quer dizer “arquivo corrompido” (propositalmente ou não).

Descompacte o tar.gz e, via linha de comando, acesse a pasta descompactada.

Execute o shellscript “configure”:

./configure

O resultado do script pode tanto terminar normalmente quanto apontar alguma falha. Esta falha pode estar relacionada a ausência de um determinado pacote, que deve ser instalado ANTES do pacote atual. Este por sua vez pode depender da instalação de outros pacotes ainda, recursivamente. Essa é a vantagem de gerenciadores de pacotes como o apt, que fazem toda a instalação de dependências automagicamente.

Uma das funções do script configure, portanto, é checar dependências do pacote, garantindo que elas estejam disponíveis no sistema para que o processo possa continuar.

Quando o script terminar sem erros, serão gerados N arquivos no diretório e sub-diretórios dos fontes. Entre estes arquivos está o MakeFile, que tem descrito diretivas de compilação dos fontes segundo o ambiente onde estão esses fontes: nome do programa compilador, descrição de sufixos, nome do executável, etc…

Portanto outra das funções do script configure é criar o MakeFile para auxiliar o processo de compilação.

O MakeFile é composto por uma série de targets especializados em manipular (limpar, compilar, instalar, extrair, copiar, etc…) o código fonte e os binários a serem gerados.

Com o ambiente validado e o MakeFile criado, execute o make:

make

O make é um utilitário que se baseia nas instruções do MakeFile da pasta corrente. Como não foi passado nenhum parâmetro, entende-se que será chamado o target default. No caso do LeafPad, o target vai compilar o código fonte. Na dúvida sobre o passo correto a seguir em outros pacotes, procure por um documento como INSTALL, ou algo similar, que esteja presente na pasta dos fontes.

O último passo é a instalação do binário gerado pelo make:

sudo make install

O target install do MakeFile requer privilégios de super usuário para poder mover os binários para pastas do sistema, criar links simbólicos, criar diretórios, modificar arquivos de configuração, etc…

Se tudo ocorrer bem, o LeafPad estará no menu Application / Accessories.

Infelizmente o apt não vai reconhecer o LeadPad, pois não foi ele quem instalou. Isso significa que as atualizações de sistema não vão contemplar este pacote e o Ubuntu Software Center ainda oferece a opção de instalar o LeafPad, mas não de removê-lo. Para isso execute:

sudo make uninstall

Referências:
http://blog.lucashungaro.com/2008/03/18/configure-make-make-install/
http://www.susebr.org/forum/index.php?topic=875.0
http://www.hardware.com.br/dicas/instalando-programas-partir-codigo-fonte.html
http://www.codecoffee.com/tipsforlinux/articles/27.html

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s